congresso2018pergunta02 dentro

Que diria o Cristo, se viesse hoje entre nós?

Capítulo I – CARACTERES DA REVELAÇÃO ESPÍRITA (trecho do item 62):


“Nós existimos, logo, o nada não existe (b); eis o que somos, e eis o que vocês serão; o futuro está para vocês como o é para nós. Vocês marcham na treva, nós viemos clarear a rota de vocês e lhes abrir a visão; vocês iam ao acaso, nós lhes mostramos o alvo. A vida terrestre era tudo para vocês porque nada viam além; viemos lhes dizer, em lhes mostrando a vida espiritual: a vida terrestre não é nada. A sua vista se detinha na Tuma e nós lhes mostramos além um horizonte esplêndido. Não sabiam porque sofriam na Terra; agora, no sofrimento, veem a justiça de Deus; o bem tornava-se sem frutos aparentes para o porvir, de hoje em diante terá uma finalidade e será uma necessidade; a fraternidade era apenas uma bela teoria, e agora esta assente sobre uma lei da natureza. Sob o império da crença que tudo acaba com a vida, a imensidão é vazia, o egoísmo reina como mestre entre vocês, e sua palavra de ordem é: ‘cada um por si’; com a certeza do futuro, os espaços intermináveis se povoam a infinito, o vazio e a solidão não são sem valor, a solidariedade reata todos os seres além e aquém do túmulo; é o reino da caridade com o lema: ‘cada um por todos e todos por um’. Enfim, ao termo da vida vocês dizem um eterno adeus aos que lhes são caros, agora, dirão: ‘até breve’”.

Tais são, em resumo, os resultados da revelação nova; ela veio satisfazer o vácuo criado pela incredulidade, levantar as coragens abatidas pela dúvida ou a perspectiva do nada, e dar a todas as coisas a razão de ser. Este resultado é ele, pois, sem importância, por que os Espíritos não vêm resolver os problemas da Ciência, dar o saber aos ignorantes, e, aos preguiçosos o meio de se enriquecer sem trabalho? Entretanto, os frutos que o homem deve recolher não são somente para a vida futura; ele os colherá sobre a Terra pela transformação que estas novas crenças devam necessariamente operar sobre seu caráter, seus gostos, suas tendências e, por decorrência, sobre os hábitos e as relações sociais. Colocando fim ao reino do egoísmo, do orgulho e da incredulidade, elas preparam o do bem, que é o reino de Deus.

A Gênese – OS MILAGRES E AS PREDIÇÕES SEGUNDO O ESPIRITISMO (1868)
por ALLAN KARDEC (Parte da Tradução de Carlos de Brito Imbassahy)



Participe do 5º Congresso Espírita do Estado do Rio de Janeiro
Dias 12, 13 e 14 de outubro de 2018.
Clique aqui.





Pergunta 01

congresso2018pergunta01 dentro

Somos os únicos habitantes do universo?

A Gênese – OS MILAGRES E AS PREDIÇÕES SEGUNDO O ESPIRITISMO (1868)
por ALLAN KARDEC (Parte da Tradução de Carlos de Brito Imbassahy)

Capítulo VI item 61:

61. – Vós nos tendes seguido em nossas excursões celestes e tendes visitado conosco regiões imensas do espaço. Sob nosso olhar, os sóis têm se sucedido aos sóis, os sistemas aos sistemas, as nebulosas às nebulosas; o panorama esplêndido da harmonia do cosmos se desenrolam ante nossos passos, e temos recebido um antegozo de ideia de infinito que não pudemos compreender em toda sua plenitude senão conforme nossa perfectibilidade futura. Os mistérios do éter têm desfeito seu enigma até então indecifrável e concebemos, ao menos, a ideia de universalidade das coisas. Importa, agora, de avançarmos e de refletirmos.










Participe do 5º Congresso Espírita do Estado do Rio de Janeiro
Dias 12, 13 e 14 de outubro de 2018.
Clique aqui.